quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Se puder, colabore !

Apoio solidário para com as vítimas dos incêndios ocorridos no Território Nacional.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Emprego em Santa Maria: Evidências Inequívocas.

Desde 2011 que os números do desemprego nos Açores não registavam valores tão baixos. Segundo o portal maravilha de estatística, a percentagem rondará os 8,2% neste último trimestre de 2017.
Estes dados, sem surpresa, tem sido ostentados orgulhosamente pelo executivo açoriano e não podem de modo algum, serem ignorados pelo comum cidadão. É um facto inegável. Aliás, a implementação de medidas para a criação de emprego tem sido visíveis e claras o quanto baste. Senão vejamos o mais recente concurso público para a Ilha de Santa Maria.

- No Diário da República, 1.ª série - N.º 106 de 1 de Junho de 2017, é publicado o Decreto Regulamentar Regional n.º 2/2017/A (Cria a Central de Serviços Partilhados da Ilha de Santa Maria);

- Durante a reunião da Câmara Municipal de Vila do Porto, datada de 14 de Junho de 2017, um dos vereadores que compõe o executivo do município comunica que será ele a ocupar o cargo de  Coordenador da Central de Serviços Partilhados da Ilha de Santa Maria. Esta informação consta da ata da reunião e que pode ser lida AQUI

- No dia 27 de Outubro de 2017, é publicado no Jornal Oficial dos Açores, o Despacho nº 2600/2017 ; 

- No dia 16 de Novembro de 2017, é publicado no site do BEPA (Bolsa de Emprego dos Açores), o aviso de concurso público para a cargo de Coordenador da Central de Serviços Partilhados da Ilha de Santa Maria que, só por acaso e segundo consta, já está ocupada desde o dia 2 de Junho de 2017. 


Portanto, mais claro do que isso só mesmo a água da chuva !!   

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Plano Anual Regional: Investimentos previstos para Santa Maria em 2018.




Valores totais, por ilha, do investimento previsto para 2018


Haverá sempre quem se acomode ao "prestar contas" de quatro em quatro anos e aos esclarecimentos personalizados durante os períodos de pré e campanha eleitoral. Eu, ao contrário de muitos, sou apologista que o eleitorado deve ou deveria estar sempre o mais possível informado sobre tudo o que gira em torno na nossa ilha.
Sou e gosto de me manter o mais atualizado que posso. É um interesse que além de legítimo, não constitui notícia, é isento de qualquer interesse secundário e evita que durante os períodos que atrás mencionei, seja importunado com cumprimentos de ocasião ou discursos astuciosos.
Mas isto tudo para dizer que se já não está, estará para breve, a discussão/aprovação do Plano Regional Anual para 2018. 
Saberá a maioria dos marienses o que contempla este plano para a Ilha de Santa Maria em 2018?

Ora após uma análise ao documento deixo-vos a informação relativa aos investimentos de maior monta, previstos para 2018:

- ......"prevê-se a instalação de novas infraestruturas aeroespaciais, através da captação de novos investimentos para os Açores. Destaque para o upgrade da estação da Agência Espacial Europeia de Santa Maria, que passa a contar com uma nova antena de 15 metros de diâmetro, e que será integrada no programa cientifico PROBA3, bem como para o desenvolvimento e a dinamização científica da Rede Atlântica de Estações Geodinâmicas e Espaciais (RAEGE)."

- Reparação da EBS de Santa Maria.
Reparação e requalificação das instalações da EBS de Santa Maria, nomeadamente intervenções na cantina, no pavilhão e reparação da vedação exterior e ligação entre blocos. (150.000€).

Novo polo de Vila do Porto do Museu de Santa Maria
- Construção do novo polo do Museu de Santa Maria em Vila do Porto. (186.500€)

Reabilitação do Património Histórico de Santa Maria
- Reabilitação do antigo cinema do aeroporto de Santa Maria. (1.862.715€)

Musealização da torre do aeroporto de Santa Maria
- Reabilitação e adaptação da antiga sala de comando e torre de controle do aeroporto. (216.264€)

Museu de Santa Maria: Quonset-hut
- Reabilitação e musealização de seis estruturas metálicas do Bairro dos Americanos - Lugar do Aeroporto.(6 000€)

Requalificação de edifício para CATL em Santo Espírito.
- Requalificação de edifício para centro de atividades de tempos livres (CATL), em Santo Espírito, da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto. (40.000€)

- "Investimento a realizar no âmbito da coesão regional. Pretende-se prosseguir uma política de promoção e fomento da coesão regional com particular acuidade no estímulo ao investimento nas designadas "Ilhas da Coesão, designadamente da através da implementação da Incubadora do Centro de Desenvolvimento Empresarial de Santa Maria."

Gestão e Requalificação da Orla Costeira.
- Proteção costeira e requalificação do porto de São Lourenço, Santa Maria Conclusão dos trabalhos da empreitada. (9 329€)

- Proteção e estabilização dos taludes na orla costeira da Maia, norte do porto, Santa Maria.
Conclusão dos trabalhos da empreitada. (1 229€)

- Retenção norte da proteção do troço a norte do porto de pescas da Maia, Santa Maria.
Conclusão dos trabalhos da empreitada. (469.651€)

Reabilitação de Estradas Regionais
- Beneficiação de pavimentação de ER em Santa Maria/ Requalificação das ER's de Santa Maria. (90 000€)
Nota: Tomando como exemplo o troço Arrebentão/São Lourenço onde a pavimentação ultrapassou os 100 000€, facilmente se percebe que estes 90 000 vão ser canalizados para aquilo que apelidamos de "remendos".

Porto e marina de Vila do Porto
- Apoio aos investimentos a realizar no porto, destacando-se o reforço do manto de proteção do molhe da marina de Vila do Porto. (220 000€)

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Autárquicas 2017: De uma forma (muito) geral.

Fig 1 - Câmara Municipal de Vila do Porto



Fig 2 - Assembleia Municipal de Vila do Porto 


Fig 3 - Mapas por Freguesias

Passaram sensivelmente dois dias desde o escrutínio que nos levou à eleição dos órgãos  autárquicos para os próximos quatro anos.
Em Santa Maria, entre confirmações e surpresas, as votações refletem aquilo que foi uma autêntica hecatombe para o Partido Socialista. Algo que a mim, por todas as razões e mais algumas, não me causa estranheza no entanto, confesso com alguma preocupação, nunca pensei que se viesse a constatar um resultado pior ao registado em 2013. É obra de facto.....
Digo mais. Não ignorando o mérito de quem ganhou, pois também o houve, há que salientar o demérito de quem dizia querer vencer. Pois este, na minha opinião, foi o principal motivo para que a Ilha fique novamente vetada a uma maioria (ainda mais) absoluta durante os próximos quatro anos. Este, aliado a factores que até há pouco tempo atrás passavam em claro aos olhos do povo (as lideranças, os cargos, as elites, as promessas, as exigências, a composição e/ou até a ordenação dos candidatos nas listas) traduziram-se talvez como verdadeiros trunfos para que a inviabilização do debate de ideias e a aceitação de propostas continuem a ser uma miragem no próximo mandato, também pelas assembleias de freguesia. É pena pois assim, acabamos TODOS por ficar a perder.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Autárquicas 2017: Tempo de crise, a quanto obrigas - II



Manifestos Eleitorais - Autárquicas 2017 

Entramos naquela que é a segunda e última semana de campanha eleitoral. Por cá, cada uma das três candidaturas à Câmara Municipal de Vila do Porto tenta a todo o custo vender o seu peixe. Uns ao preço que compraram, outros pelo valor que entendem ser o mais adequado à ocasião. Para mim, este é um período diferente ao qual estive habituado durante os últimos anos e também por isso, numa atitude que me parece ser a mais correta de momento, tenho me contido o mais que posso relativamente a algumas propostas que vou lendo e ouvindo MAS hoje, excecionalmente hoje, sou obrigado a escrever sobre o que considero ser (mais) uma falta de respeito por uma determinada zona habitacional da nossa Ilha. Falo, pois claro, do Alto Nascente - Freguesia de São Pedro. E porquê? Bem, porque uma vez mais, aquele lugar e a requalificação da estrada pela qual TODOS os seus moradores tem de circular diariamente, volta a estar na ordem do dia. Volta a estar nos manifestos eleitorais. Volta a ser promessa na boca dos candidatos. Inqualificável.......
Para os mais esquecidos, relembro que as reivindicações e manifestações de insatisfação por parte dos moradores do Alto Nascente sobre as péssimas condições da estrada remontam, NO MÍNIMO, ao mandado autárquico 2005/2009 (PS). Altura em que a própria Junta de Freguesia de São Pedro (PS) fez também chegar - e muito bem - ao executivo, o seu descontentamento pela demora de uma intervenção naquela via de acesso a um número considerado de fogos habitacionais. E o que se seguiu? "Só" isto: 

- Campanha Eleitoral - Autárquicas 2009
As duas principais forças políticas, por entre acusações e troca de mimos típicos da época, voltam a considerar a requalificação da estrada do Alto Nascente como uma necessidade. 

Mandato 2009/2013 (PSD) 
Excepção feita a trabalhos corte e limpeza das bermas, a requalificação da estrada ficou nas boas intenções. E depois?

- Campanha eleitoral - Autárquicas 2013
Adivinham ou querem que me repita?   

- Mandado 2013/2017 (PSD)
- Além do estado em que já se encontrava, o estado de degradação da estrada do Alto Nascente acentuou-se devido ao rebentamento das tubagens de água que serve o abastecimento de água à lavoura;
- Durante o mandado, a intervenção da autarquia não foi além de proceder à retificação destes mesmos cortes, relembrar que a responsabilidade da instalação daquele sistema de abastecimento é do Governo Regional dos Açores e informar na última sessão da Assembleia Municipal de Vila do Porto (14 de Setembro de 2017) que o material de substituição daquele sistema de abastecimento de água já se encontrava na ilha.
- Num determinado Plano e Orçamento - salvo erro relativo a 2015 - face à inexistência de uma rubrica que previsse a reabilitação daquela estrada, foi apresentada uma proposta de alteração para que a mesma passasse a constar do documento. Proposta esta que foi rejeitada com os votos contra de TODA a bancada do PSD e onde se incluía a própria junta de freguesia. A política é fantástica não é? 

- Campanha eleitoral - Autárquicas 2017
É favor ver as imagens 3 e 4 para não haver quem ainda ache que estou a exagerar ou até mesmo, a mentir. Factos são factos. E o de que se anda a brincar com os moradores do Alto Nascente há tempo demais é INEGÁVEL. 

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Caro Munícipe...................


Por estes dias, tive oportunidade de constatar pessoalmente que, para se poder depositar  os resíduos sólidos em alguns eco pontos é preciso um acessório extra. Modernices......... !!  

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Autárquicas 2017: Tempo de crise, a quanto obrigas - I


Por estes dias na Ilha de Santa Maria, ainda são poucas as ações de pré campanha eleitoral no entanto, aqui e ali, surgem já alguns contactos com a população de forma a transmitir o que são as ideias e projetos dos candidatos. Espero é, que durante esta interação consigam, de fato, elucidar as pessoas ao que se propõem e o que pretende fazer cada candidato em prol dos marienses. Algo que até agora, e a julgar pelo desempenho dos candidatos à Câmara Municipal de Vila do Porto durante nos dois debates já realizados (RDP e RTP Açores), não será tarefa fácil. O Presidente em funções, por entre acusações ao Governo Regional dos Açores e comparações com a governação socialista no município, foi, na minha opinião e contrariamente ao que se exigia, muito vão naquilo que toca a medidas CONCRETAS que venham a partir única e exclusivamente da autarquia. Do lado da oposição, bem do lado da oposição, ainda me faltam palavras para descrever o que me parece ter sido um desastre quase total. O que me parecem ter sido duas oportunidades perdidas para demonstrarem de uma forma clara e sucinta que, em primeiro lugar, são as pessoas certas e mais bem preparadas para o cargo e em segundo, divulgarem em grande auditório quais as principais linhas de intervenção bem como medidas CONCRETAS das suas candidaturas. Foi pena...... !!  

sábado, 2 de setembro de 2017

Atlânticoline: E a última do ano vai para?

Para os incautos cá do sítio, principalmente os que o são por opção e/ou obrigação, partilho  outra fantástica promoção, por sinal a última deste ano, que reflete o que tem sido o serviço de transporte marítimo de passageiros nos últimos anos para Santa Maria. 
Em suma, o mariense se quiser passar um fim-de-semana na Ilha de São Miguel que vá de avião porque os táxis gregos estão ai mas só para servir alguns !! 

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

À consideração da direção do Aeroporto de Santa Maria........

Deixo a minha sugestão para um eventual upgrade no que à informação dos táxis diz respeito. É porque, ano após ano, verão após verão, o filme é sempre o mesmo........ !! Ainda hoje, eram sete e meia da manhã e se não sou eu a fornecer o telemóvel de um dos três taxistas, a senhora secava à porta das chegadas no Aeroporto. 
Este cenário tem sido recorrente. Na época alta, arrisco, quase diariamente.
Isto é INADMISSÍVEL !! 

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

QUEM NASCEU PARA LAGARTIXA, NUNCA CHEGA A JACARÉ.

Ou ainda "Quem nunca teve nada e chega a ter, nem o diabo o pode sofrer". Este ou outro ditado qualquer que reflita a constatação de que inteligência, humildade e até a boa educação valem muito mais do que uma conta bancária recheada de "dólas", assenta que nem uma luva a dois ou três fanfarrões que pensavam vir encontrar Santa Maria ao preço da uva mijona em pleno mês de Agosto. Mais, talvez pensassem que por terem a mais no banco aquilo que aparentam ter a menos na cabeça e com um simples estalar de dedos, teriam tudo o que estão habituados por terras do Tio Sam. 
Por cá, ao contrário de lá, existem coisas difíceis de contornar. As curvas da vida, tal como as das estradas marienses, não são nem nunca serão iguais para todos. Por exemplo, há quem tenha a destreza suficiente para as percorrer sem ser no automático se é que me faço entender.       
Meus "amigos", Santa Maria, tal como qualquer outro local do globo onde se incluem as maiores ilhas dos Açores, não é perfeita. Nos principais setores de atividade como são a hotelaria e o comércio, por vezes, padecemos ainda de situações inconvenientes para quem nos visita e que já deviam estar há muito ultrapassadas. É verdade! É tão verdade como querer beber um refrigerante que está esgotado num café e, quiçá, por teimosia ou iniquidade, não o procurar noutro dos estabelecimentos circundantes. 
Quem nos visita regularmente percebe facilmente e tem fundamento comparativo suficiente para admitir que o cenário já foi pior. E só por pura maledicência é que não o fará. 
Quanto aos outros, aqueles que se lembram de São Pedro quando faz trovões e/ou apanham o avião para Santa Maria quando o rei faz anos, talvez não fosse má ideia redirecionarem o seu investimento para outra área que não aquela que está confinada ao habitáculo de um automóvel. 

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Comunicado do Governo Regional dos Açores: Permitam-me uns pequenos reparos.....

O Conselho de Governo, reunido a 31 de julho, em Vila do Porto, deliberou para Santa Maria:

1. Definir condições para que mais famílias que vivem no perímetro do Aeroporto de Santa Maria possam adquirir uma moradia nos bairros já loteados nos terrenos do aeroporto.

Na prática, as famílias que ainda residem em habitações que não podem ser adquiridas, como é o caso das que possuem estruturas metálicas mesmo em alvenaria, também vão poder concorrer a apoios para a compra de casas vagas ou que possam, entretanto, vagar nos bairros já loteados.

Estas famílias vão beneficiar das mesmas condições que já tiveram os moradores dos bairros habitacionais loteados, um processo que permitiu a quase 80 agregados familiares de Santa Maria adquirir a sua própria habitação.

No âmbito do mesmo processo de desafetação do domínio público aeroportuário dos terrenos transferidos pela ANA, S.A. para a Região, o regulamento de alienação aos arrendatários das habitações inseridas nesses terrenos e agora alvo de alargamento a mais famílias prevê um conjunto de apoios significativos.

O valor de compra da habitação é bonificado em função do número de membros do agregado familiar, de idosos ou pessoas com deficiência que habitem no imóvel, bem como do rendimento bruto ‘per capita’.

O conjunto destas bonificações permite a compra da habitação por um montante substancialmente inferior ao seu valor atualizado, podendo reduzir até 75% o preço de aquisição face à avaliação da habitação.

Com mais esta medida, o Governo dos Açores cumpre também o compromisso de disponibilizar as habitações aos seus arrendatários através de condições que não penalizem a sua situação atual, potenciando ainda a redinamização desta área de natural expansão de Vila do Porto e de grande potencial para o desenvolvimento económico de Santa Maria; (A informação constante deste primeiro ponto não é novidade. Aliás, foi aprovada e tornada pública há pelo menos um ano através da Resolução do Conselho do Governo n.º 129/2016 de 27 de Julho de 2016. No entanto, percebe-se a conveniência da mesma constar no comunicado)  

2.  Classificar como de Interesse Público o designado "Lugar do Aeroporto" de Santa Maria, aglomerado urbano localizado na zona envolvente ao aeroporto composto por 11 zonas residenciais e diretamente interligado à construção do aeroporto na década de 40 do século XX e à presença norte-americana na ilha de Santa Maria, fixando-se, também, a respetiva zona de proteção.

Os edifícios do designado “Lugar do Aeroporto”, em número de 216, foram agrupados em 11 zonas residenciais (Bairro dos Anjos, Bairro da Bela Vista, Bairro de S. Pedro, Bairro de Stº. Espírito, Bairro da Policia de Segurança Pública, Bairro de Santa Bárbara, Bairro de S. Lourenço, Bairro de Almagreira, Bairro do Operário, Bairro dos Americanos e Bairro Infante D. Henrique) com caraterísticas arquitetónicas e tipologias distintas, integrando também edifícios com funções de apoio logístico, oficinas gerais, supermercado, cantina, padaria e secção de transportes.

Esta classificação define um conjunto de normas e regras que garantem a preservação e salvaguarda da identidade cultural e histórica de uma zona tão relevante para a ilha de Santa Maria (O Governo Regional dos Açores faz o seu papel ao anunciar as medidas tomadas por este no entanto, neste caso particular, julgo ser inteiramente justo relevar a estreita cooperação que GRA e Conselho de Ilha de Santa Maria mantiveram de forma a que o resultado final fosse o mais indicado para a preservação da zona do Aeroporto. Um raro exemplo em que o supérfluo e a política mesquinha foram colocados em segundo plano. Só é pena que não aconteça mais vezes......) 

3. Desenvolver um plano de intervenção na Reserva Natural do Ilhéu de Vila do Porto para a recuperação e conservação dos habitats existentes nesta área protegida.

Este Plano, a ser desenvolvido com o acordo dos proprietários, prevê medidas de controlo e remoção de espécies de flora exótica e invasora e de reintrodução de espécies nativas, com vista ao aumento, a médio prazo, das populações das espécies de flora protegidas e da área de distribuição dos habitats naturais protegidos dominantes, com o objetivo da melhoria das condições de nidificação e aumento das populações de avifauna que ocorrem no ilhéu.

O Ilhéu da Vila está classificado como Reserva Natural, integrada no Parque Natural de Santa Maria, e como Zona de Proteção Especial, no âmbito da Rede Natura 2000, sendo que a diversidade biológica que nele ocorre lhe confere particular relevância no contexto das políticas públicas de conservação da natureza e preservação da biodiversidade; 

4. Autorizar os procedimentos necessários para a elaboração pela Portos dos Açores S.A. do projeto das novas instalações de apoio aos iatistas na Marina de Vila do Porto.

Estas novas instalações vão dotar a marina de melhores condições para os seus utentes, melhorando e valorizando, assim, esta importante infraestrutura marítimo-turística para captação de mais visitantes; (A abertura de concurso para admissão de uma empresa de segurança estará incluída? Há muito uma necessidade mas que tarda em chegar..........)

5. Dar orientações à Portos dos Açores S.A. para desenvolver os procedimentos necessários para a aquisição de um equipamento para transporte de embarcações; (Outra lacuna. Muito bem)

6. Autorizar o lançamento da empreitada de beneficiação do Caminho Rural Fundo, na freguesia e concelho de Vila do Porto, com uma extensão de 1.133 metros. (Sem pressa, porque depois de Outubro dá tempo.....)

Esta intervenção, que visa a melhoria da rede de drenagem e a pavimentação com massas asfálticas, vai beneficiar uma área de cerca de 30 hectares de pastagem. 

7. Apoiar a aquisição de ovinos reprodutores machos para carne, com vista a reforçar as caraterísticas genéticas do efetivo ovino de Santa Maria, promovendo a melhoria da conformação das carcaças;

8. Apoiar as organizações de produtores de Santa Maria para melhoria da qualidade e diversificação dos serviços prestados aos agricultores da ilha, bem como apoiar o desenvolvimento de trabalhos nas áreas da bovinicultura de carne, ovinicultura e caprinicultura e apoiar a ARCOA – Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos de Santa Maria na implementação do seu projeto de produção de leite e queijo de ovelha, de modo a diversificar a produção e reforçar o papel da ovinicultura nesta ilha; (A ARCOA é de todo merecedora do apoio concedido. As iniciativas sucedem-se e tem merecido o envolvimento da população. Estão de parabéns)

9. Proceder à beneficiação de 50 quilómetros de caminhos rurais e florestais, com intervenções ao nível do piso e dos sistemas de drenagem. (Serviços Florestais ou Central de Serviços? Não se zanguem que há lugar para todos). 

10. Dar orientações à IROA, S.A. para prosseguir com o processo de requalificação e ampliação das redes de abastecimento de água e caminhos, contribuindo para a melhoria progressiva das condições de trabalho dos produtores agrícolas e da sustentabilidade das explorações agrícolas da ilha de Santa Maria. (Gosto particularmente da palavra sustentabilidade.....)

11. Dar orientações à IROA, S.A. para proceder à pavimentação da estrada de acesso ao lugar dos Anjos, com betuminoso a quente, na sequência das obras de remodelação da rede de águas; (Atendendo ao problema grave que o GRA tem com datas e timmings.... espera-se que a quando da edição do Santa Maria Blues em 2020, já se possa transitar condignamente na estrada em questão.......... Mas já por isso, não foi avançada nenhuma previsão. Digo eu !! 

12. Dar orientação à LOTAÇOR, S.A. para desenvolver os procedimentos necessários para a elaboração de um projeto e lançamento de um concurso para a construção de uma sala de filetagem e preparação de pescado no espaço existente no Entreposto Frigorífico de Vila do Porto, no âmbito da estratégia de valorização do pescado dos Açores. (Lembram-se do Peixe Espada Preto ou eram pequeninos?)

13.  Atribuir ao Recolhimento Santa Maria Madalena um apoio financeiro até ao montante de 20 mil euros para aquisição de uma viatura destinada ao Serviço de Apoio ao Domicílio.

Este apoio visa melhorar as condições operacionais que garantam o aumento da capacidade de resposta do Serviço de Apoio ao Domicílio prestado por esta instituição. 

Esta iniciativa insere-se na política de apoio aos idosos, designadamente nos objetivos estabelecidos no Programa Regional de Reestruturação do Serviço de Apoio ao Domicílio e Apoio ao Cuidador, promovendo a permanência dos idosos no seu local habitual de residência, garantindo para o efeito a diferenciação dos serviços adequados às necessidades dos idosos; (Sem colocar em causa o apoio concedido, questiono-me se num futuro, o Recolhimento Santa Maria Madalena terá um parque automóvel semelhante à vizinhança. É que se assim for, sugiro desde já a atribuição de um terreno para a construção de um parque privado. A restante população certamente irá reconhecer como positiva e agradecer a medida.)

14. Autorizar o lançamento do concurso público pela SHPRI S.A. para atribuição de uma habitação de tipologia T4, em regime de arrendamento com opção de compra, no loteamento das Lombas II, em Vila do Porto.

Este concurso é especialmente dirigido aos agregados familiares jovens marienses com algum poder de compra, mas que ainda não conseguem obter financiamento junto da banca para adquirir uma habitação própria, como é seu legitimo desejo, permitindo ainda a sua fixação na ilha.

Com esta medida, o Governo dos Açores dá continuidade à estratégia regional, que consta do Programa do Governo, nomeadamente o lançamento de concurso para arrendamento com opção de compra para mais de 50 fogos no segundo semestre de 2017; (Além de concordar com este tipo de atribuição, este anúncio servirá para desmistificar a informação que o loteamento das Lombas II, em Vila do Porto, teria como público alvo os do costume. Isto é RSI´s e companhia Lda... )

15. Reforçar as condições da Escola Básica e Secundária Bento Rodrigues para a utilização e desenvolvimento na área das novas tecnologias, através da atribuição de 10 computadores portáteis e 38 desktop, no âmbito do procedimento em curso de substituição de material informático nas escolas dos Açores.

Este apoio é mais uma medida de valorização e melhoria das condições de ensino nesta escola, que tem sido e continuará a ser alvo de intervenções, quer ao nível das beneficiações infraestruturais, quer ao nível didático e pedagógico, tendo sempre como prioridade os alunos e a garantia da qualidade das condições de trabalho neste estabelecimento escolar; (Os computadores são uma necessidade há muito identificada mas há mais. Muito mais. E a colocação de um piso sintético no polidesportivo exterior não pode nem deve servir de justificação ao investimento feito. Há e devem haver prioridades Sr. Secretário.....)

16. Apoiar o Clube Asas do Atlântico, em cerca de 13.500 euros para a realização do XXXVI Rali Além Mar/Santa Maria, que terá lugar nos dias 11 e 12 de agosto.

Este apoio será atribuído através de contrato-programa de desenvolvimento desportivo a celebrar entre o Clube Asas do Atlântico e a Direção Regional do Desporto. (Vivó Santa Clara... Vivóó)

17. Promover a participação dos alunos da Escola Básica e Secundária Bento Rodrigues em todas as fases do programa Parlamento dos Jovens, que se inicia em outubro e que culminará com a Sessão Regional, a decorrer na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na Horta, no primeiro trimestre de 2018, com a participação de dois alunos da escola e um professor. (Vão, assistam mas filtrem. Filtrem muito.............)

18.  Promover a participação dos alunos e professores da Escola Básica e Secundária Bento Rodrigues na VIII edição do projeto ‘Educação Empreendedora: O Caminho do Sucesso!’, que terá início em setembro, garantindo aos docentes a formação inicial, três visitas de acompanhamento pela equipa responsável pelo projeto e a participação dos alunos no Concurso Regional IdeiAçores.

19. Apoiar a participação de dois dirigentes por associação de juventude local no Encontro Regional de Associações de Juventude, que reunirá todas as associações juvenis da Região para troca de experiências, partilha de ideias e projetos e desenvolvimento de ações formativas no âmbito da atividade dirigente deste tipo de organizações; (Talvez assim tragam ideias para dinamizar a nossa.............. 

20. Elaborar de um plano de ação para a conservação da Estrelinha-de-Santa Maria, subespécie endémica que ocorre apenas nesta ilha, no âmbito do plano de ação que o Governo do Açores está a desenvolver em todas as ilhas na preservação da biodiversidade, ativo fundamental na sustentabilidade ambiental e, consequentemente, na valorização dos Açores enquanto destino turístico sustentável; (Já agora que se promovam intercâmbios de birdwatching. A economia da Ilha (de coesão) agradece).

sexta-feira, 28 de julho de 2017

A azáfama costumeira.....

Este tipo de coincidências, já ninguém estranha e em abono da verdade, diga-se, no fundo acabamos todos por ficar satisfeitos porque algo foi feito.
Se acontece a poucos dias de mais uma visita do Governo Regional dos Açores, se é pela necessidade de garantir placas para descerrar ou até pela tentativa de recuperar alguma da credibilidade perdida, isso não importa. Até podemos disparar uns tiros a quando destas e outras coincidências mas quando chega o dia em que podemos, de facto, demonstrar todo o descontentamento, mais parecemos uns macaquinhos amestrados. 

Exemplo disso é posto de turismo que finalmente "nasce" em Vila do Porto. É uma necessidade há muito identificada, reivindicada principalmente por quem nos visita e transmitida no tempo devido a quem tem responsabilidades acrescidas no âmbito da promoção turística das nossas ilhas. Surge agora. Em velocidade cruzeiro porque daqui a quatro dias recebemos a visita do governo.......... !! 
A nível local, infelizmente, também não estamos melhores. Temos ou tínhamos um "cantinho" de turismo na sede da Associação Juvenil da Ilha de Santa Maria mas que nunca passou disso mesmo. Um cantinho.......

"A arte da política, nas democracias, consiste em fazer crer ao povo que é ele quem governa."
 Louís Lalzarus
    

quinta-feira, 27 de julho de 2017

O Cinema do Aeroporto e a "novela" em que é protagonista....



Pois é amigos, o teto do cinema ruiu. Nada que - infelizmente - nos deva surpreender pois é cada vez mais recorrente que certos anúncios, projetos e até o início das obras tendam a cair no esquecimento ou a fazer parte daquele rol de promessas que é utilizado de quatro em quatro anos ou até menos. É mediante a necessidade se é que me entendem. Este é um deles.

E para os mais distraídos ou os que preferem ficar na sombra da pseudo ignorância, recordo que:

- A proposta para a requalificação do Cinema do Aeroporto foi apresentada (CDU - Deputado Aníbal Pires) e aprovada no dia 22 de Março de 2013;
- O ante projeto foi apresentado com pompa e circunstância no dia 4 de Maio de 2015 numa das alas do Cinema do Aeroporto; 
- A última intervenção pública do Governo Regional dos Açores refletia a intenção de arrancar com a obra em Setembro de 2016;
- Em Março de 2017, dois dos nossos (dos marienses) representantes na Assembleia Legislativa dos Açores até falaram sobre o assunto. Isto a quando da discussão do Plano e Orçamento para 2017. Momento este que deixo aqui de modo a que cada um tire as suas próprias conclusões.



- Entramos no terceiro trimestre de 2017 e a única novidade foi a de que o teto do cinema ruiu..... !! 
Fotos: LM

quinta-feira, 1 de junho de 2017

"Turismo Sustentável para o Desenvolvimento"........Ah Pois é !!

Não deixa de ser curioso e até surpreendente ouvir algumas das declarações do vice-presidente da Câmara Municipal de Vila do Porto a propósito de Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. Tema que, durante a manhã do próximo sábado, irá estar  em debate na Biblioteca Municipal. 
É que não me recordo de ouvir estas preocupações a quando da discussão dos Planos de Pormenor da Praia Formosa ou Anjos.

Se calhar eu é que estava distraído..... !!

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Constatações !!

Porque para bom entendedor, meia palavra basta, aqui fica mais uma prova da minha falta de conhecimento rodoviário bem como no que respeita também ao tratamento das águas pluviais inerentes às intervenções que se fazem.............

terça-feira, 25 de abril de 2017

SOLMAR: Grupo Marques esqueceu que tem loja em Santa Maria ? (Editado)

Ao contrário do que se faz notar em outras dependências do Sol Mar (São Miguel), em Vila do Porto, as melhorias, quer sejam no exterior ou interior, tardam em chegar. .... 



****************************Resposta a um cidadão insatisfeito, enviada pelo SOLMAR ***************************
26.04.2017

Registamos com o maior apreço a sua insatisfação que nos apresentou do SOL*MAR Vila do porto, a qual mereceu a nossa melhor atenção.

Estamos de acordo que os marienses merecem este espaço renovado, mas como é do vosso conhecimento temos 13 lojas e estamos a preparar o "refresh" para todas. No entanto, aproveito para informar, que a proposta para o SOL*MAR Vila do Porto já foi aprovada e em breve as obras irão começar.

Confiantes de continuar merecedores da sua escolha, renovamos o agradecimento e apresentamos os nossos melhores cumprimentos.

Lígia Cabral
Marketing
Marques, Distribuição, S.A.
Telefone: 296 302 303

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Estacionamento no Aeroporto: ANA/VINCI promove alterações a partir de 1 de Maio.

É já a partir do próximo dia 1 de Maio que entram em vigor as novas regras para quem habitualmente usa ou irá querer utilizar o parque de estacionamento em frente à Aerogare. Segundo a nota da empresa, alicerçada no Regulamento nº 276/2015 de 27 de Maio, entre as 22h00 e as 05h00 será PROIBIDO estacionar no parque indicado.  
Até aqui tudo bem no entanto, porque além de curioso, o meu horário laboral no Aeroporto contempla o período ao qual será interdito o estacionamento, fui ler o referido regulamento sendo que logo na alínea a) do Artigo 1º (Definições) constato a ausência da referência a 4 dos 10 aeroportos geridos pela ANA/VINCI e o de Santa Maria é um deles. Estranho no mínimo.
Mas ainda relativamente ao estacionamento junto à aerogare, à dificuldade que existe em conseguir um lugar e ao excessivo número de viaturas afetas às rent-a-car, não seria uma má opção considerar também o Decreto de Lei nº 181/2012 de 6 de Agosto. Aliás, na minha modesta opinião, deveria ter começado por este, o processo de alteração às regras de estacionamento no Aeroporto de Santa Maria.

Nobel da Paz Dom Ximenes Belo, em Santa Maria, de 9 a 12 de Maio.


quinta-feira, 13 de abril de 2017

Eu não disse?

Sensivelmente há 8 meses atrás (a dois das Eleições Regionais) alertei AQUI que o próximo estaria perto. Hoje, 5 meses depois de constituído o novo Governo Regional dos Açores, eis que é levantado o véu. A Ilha de Santa Maria vai ter uma Central de Serviços que, à semelhança do sucedido na Graciosa e na minha opinião, não reflete mais do que a necessidade política em recolocar algumas peças dispensáveis para confrontos futuros bem como a contínua falta de respeito para quem há muito quer regressar a casa e não encontra oportunidade de trabalho.