terça-feira, 20 de janeiro de 2015

E porque não juntar o útil ao agradável ?



A Secretaria Regional da Ciência e Tecnologia está por estes dias, a plantar palmeiras naquela que é a principal via de ligação ao Aeroporto de Santa Maria. No meu modesto entender e uma vez que está mais do que provada a utilização desta via por parte da população para caminhadas (e não só), faria todo o sentido equacionar também a construção de passeios, pelo menos, num dos lados da estrada. 

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Acesso ao Forte S. Brás: Constatações e reparos.

6 de Dezembro de 2014

13 de Janeiro de 2015

"Errar é humano, assumir o erro é ter carácter" 
Uma verdade inquestionável MAS.......


Afinal é assim que a "coisa" funciona... !! 

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Lista de desejos para o ano novo: SANTA BÁRBARA

Há muitas maneiras de fazer passar uma mensagem, essencialmente, podemos fazê-lo de forma positiva ou negativa. Vou optar pela primeira opção e esperar que alguma coisa seja feita e acreditar que uma crítica é sempre uma coisa positiva e construtiva. A minha mensagem é muito simples: a freguesia de Santa Bárbara precisa de alguns cuidados e se nada for feito, em breve, aquilo que poderia ser remediado estará perdido, irremediavelmente. Vou-me concentrar apenas no lugar do Termo da Igreja, onde habito, e em três equipamentos sociais.

O primeiro equipamento é o Parque Infantil, talvez o melhor da ilha. Foi muito saudado quando o Governo Regional o instalou na freguesia com menos crianças da ilha... o que deveria estar à altura deste investimento seria a sua manutenção. Até hoje foi nula ou muito diminuta. Há estragos por toda a parte e poucos são derivados de vandalismo (infelizmente há gente que não sabe cuidar do que é comunitário): há uma torneira que vaza há semanas, degraus partidos, lodo e musgo no chão, ferrugem e sujidade em todos os equipamentos. Esses pequenos reparos poderiam ser feitos com poucos recursos: lixívia, CIF, tinta, diluente, uma torneira, duas fechaduras e uma máquina de lavar à pressão. Simples, não é? A Junta de Freguesia foi alertada para estes detalhes há mais de um mês, mas não fez nada até à data. Não pode ser por falta de mão-de-obra porque tem cedido um funcionário a uma obra da paróquia. Acredito que se a Junta de Freguesia pedisse ao empreiteiro dessa obra, numa manhã, reanimavam todo o parque infantil, sem grandes custos para ninguém.

Aqui seguem algumas fotos para documentar as observações anteriores:














Ainda adjacente ao Parque Infantil está uma obra recente da PT: a instalação de um telefone público. Todavia, há um mês que a obra se encontra por concluir: eis a foto que explica tudo, mas não mostra que a vala que foi aberta se encontra no acesso ao Parque Infantil.




Outro equipamento é a antiga escola primária que se tornou no salão da Casa do Povo de Santa Bárbara. Sabendo que a CPSB não tem meios de manter o edifício, ao menos alguém que se chegasse à frente e cuidasse do exterior, dá a impressão que estamos junto a um edifício abandonado. Não há nada mais simples do que lavar e cuidar de chãos. Eis as fotos:




Por último, o equipamento que merece também uma atenção é a Escola Primária. Esta encontra-se, nitidamente ao abandono. É muito triste e representa o interesse dos responsáveis pela manutenção daquilo que foi um espaço cheio de vida. As árvores estão a crescer sem controlo, danificando a fachada, espalhando folhas por todo o lado. Os jardins estão degradados e os portões partidos. Lá dentro não sei como estão as coisas, mas não deve ser lindo de se ver: basta espreitar por uma janela. Há menos de dez anos foram gastos milhares de euros na sua conversão... é assim, triste. Adjacente à escola temos o parque de jogos. Mas sobre este nem vale a pena falar, não vá julgarem que aí se encontra uma oportunidade para fazer mais um pavilhão desportivo na ilha. A verdade é que bastava arranjar a vedação. Não sei como ainda não se feriu ninguém: basta olhar as imagens:






Se os governantes não são capazes de ver, fora de campanhas eleitorais, que é preciso cuidar do que é nosso... então peço às pessoas que se juntem e reclamem e, porque não? Se for preciso tratamos nós disto. Nós, o povo, claro.

Abraço, bom ano!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Reportagem RTP-Açores: "Aerogare Fantasma"

video

As imagens deveriam ter sido ainda mais recentes. Deste modo poderia assistir-se à impossibilidade dos passageiros (por vezes crianças, idosos e até os utentes do Centro de Saúde de Vila do Porto) em ter acesso a um simples café ou uma água. 
E dizer mais seria estar a bater no ceguinho.

Restará a quem viaja e paga as Taxas Aeroportuárias, fazer uso do direito que tem e registar a sua indignação no Livro de Reclamações. É para isso que ele existe.

Lembrem-se que reclamar de um serviço que não esteja a ser prestado convenientemente é um direito que nos assiste. Se tudo se mantiver como está, dia 5 será a minha vez de fazer uso dele. Tenho dito ! 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Natal 2014: A lista de distribuição do Pai Natal Mariense.

Sempre com um sentido de humor apurado (ou não), o Pai Natal mariense voltou a encher o saco com presentes/desejos destinados às várias personalidades da nossa Ilha.
Como sucedeu o ano transacto e na impossibilidade de o fazer na caixa de comentários (pois para quem não se recorda, era assim que o fazia todos os natais), remeteu a lista via email. 
Na mesma comunicação, refere que poderá voltar a entrar em contacto mas para remeter o nome das personalidades que, no seu entender, mais se destacaram em 2014. 

Da minha parte, volto a endereçar -  a todos sem excepção - os sinceros votos de umas festas felizes repletas de muito Amor, Paz, Saúde e claro boa disposição. Até 2015 !! 


LISTA DO PAI NATAL 2014


- Carlos Rodrigues –
Um aperta canos para reparar a rede de água do aeroporto
- Roberto Furtado – Um bilhete para a Volvo Ocean Race
- Ezequiel Araújo – Uma Playstation com o Jogo Pro Evolution Soccer 2014
- Duarte Moreira – Juiz do Tribunal de contas
- Joana Pombo – Subir mais um degrau (já subiu dois)
- Bárbara Chaves – Não esquecer as acessibilidades em São Lourenço 
- Paulo Parece – Um programa de TV sobre rallies com o Joaquim Machado
- Rui Arruda – A Presidência do Sindicato de jornalistas
- José de Melo –
Abraçar o Forte São João Batista, do lado sul e com a maré cheia
- Dulce Resendes – Livro “Anita e a arca de Noé”
- Elda Batista – O título da Vóvó do ano
- Lubélia Chaves – Procurar as casas de 5€ no aeroporto
- José Branco – Substituir o Pacheco Pereira na “Quadratura do Círculo”
- Rui Esteves – Presidente do Círculo de amigos de São Lourenço
- Valério Pacheco – Luvas de boxe
- Jorge Costa – Um pacote de Matutano e umas lulas da Pescanova
- Daniel Gonçalves – Um lugar no panteão nacional (daqui a muitos anos)
- Marco Coelho – Pôr todos os serviços e comércio da Vila na Aerogare
- Ricardo Sebastião – Uma camisa GANT e umas calças de ganga TROVÃO
- Fernando Andrade – Pintar uma caixa de Pratos (do tiro) para servirem de cinzeiros 
- Nélia Figueiredo – Atirar a balsa
- Domingos Barbosa – Saltar para a balsa
- Eugénio Silva – Agarrar-se à balsa, não pode saltar!
- Aida Amaral –
Tomar um chá no Largo do Rato
- Paulo Duarte – Passeio de bicicleta a Meca, com um tambor às costas
- Paulo Magalhães – Fazer uma churrasqueira na parede da Igreja
- Jorge Santos – Colocar uma bandeira do FCP na casa do Frias na Maia
- Eduardo Cambraia – Limpar as barreiras do Ilhéu da Vila aos Anjos
- André Moura – Uma brindeira por cada empreiteiro diferente nas obras da junta…   
- Aldeberto Chaves – Pavilhão de Santo Espírito para sede da Banda
- Ildefonso Resendes – Mediador Imobiliário
- Francisco Maciel – Colocar os seus produtos na Loja Azul…
- Miguel Marques – Um Táxi
- Alvarinho - Cargo de Director da torre velha do Aeroporto
- João Fontes – Ignorar os rankings das escolas este ano como fez nos anteriores…
- José Humberto Chaves – Um lugar na Santa Casa, no lar…
- João Braga (pai) –
Oferecer uma garrafa de vinho jaquê da Maia a um laranjinha
- João Braga (filho) – Um cheque para comprar gasóleo e tinta pá Secretaria
- Ana Loura –
Um leitor de MP3 para ouvir o Zeca Medeiros sozinha, bem baixinho!
- Sérgio Cabral –
Fazer a sua festa de aniversário fora da Pousada
- Alberto Costa –
Contar as casas de 5€ do Aeroporto…
- Emanuel Soares – Diretor do departamento de oceanografia e pescas da Universidade dos Açores
- Armando Soares – Cancelas para colocar em cima da rocha (abaixo da capitania) e na Birmânia
- Jorge Botelho – Uma câmara hiperbárica para montar na oficina de pintura
- Carlos Pinto –
Implementar a telemedicina no Estádio da Luz
- José de Sousa – Controlador de tráfego aéreo na Torre de controlo da Trevina
- António Valente – Muita saúde
- Ana Paula Braga – Estágio numa rádio local
- Luciana Magalhães – Participar no World Press Photo
- Tó Pacheco – Mudar o nome da RTP Açores para RTP Aeroporto
- Sandra Reis – Parabéns pela lufada de ar fresco
- Lucélia Lopes – Prémio BBC Radio pelo programa “good morning Azores”
- Marco Chavinhas – O título de Bigode do ano
- Isabel Mendes – Secretária de Estado da Agricultura de Coelho/Portas
- Francisco Sardinha – Uma pedra de amolar em cada copeira
- Janine Sousa –
Oferecer umas panelas de picado em vez de vender as ovelhas
- Arnaldo Bettencourt –
Engarrafar champanhe
- José Carlinhos –
Pôr os pescadores amadores numa rede de emalhar
- Miguel Sequeira – Colocar à entrada do Asas (lado direito) as placas que faltam…
- Francisco Coelho – Uma carroça de lenha
- Paulo Silva – Um porco
- Vitor Soares - Um espeto
- João Batista (filho) – Passar o bar/restaurante do clube naval a reserva marinha
- Zé Manuel Chaves – Comprar uns equipamentos de proteção para os mais novinhos
- Manuel Medeiros – Jogar no Pavilhão de Santo Espírito
- António Monteiro (Bragueta) – Proibir falar no fim da noite do festival, não se percebe nada!
- Ernesto Bica – Repensar o Folk
- Rui Parece – Ficar calado!
- João Santos – Organizar um concerto de jeito, entenda-se por agradável!
- Emanuel Perdigão – Fazer um foguetão para a ESA
- Manuel Bruno – Uma banda gástrica
- Ângelo Braga – Levantar um cabaz de Natal no Solmar
- Elias Dias – Um tintol.
- José António Sousa – Um barreto novo
- Maurício Travassos – Um safari com Dom Juan Carlos
- Beta Gonçalves – Um sorriso na AJISM
- Ângelo Pipas – Deixar crescer os frangos
- Ângelo Bairos – Cantar ao desafio com o António Joaquim
- António Joaquim – Cantar ao desafio com o Caloura
- João Pampilho – Escrever uns versos para o Jorge Costa recitar
- José do Pub – Comprar o Peter Café na Horta
- Márcio Monteiro – Duas reses
- José Manuel Airosa – Um jantar com o Bruno de Carvalho
- Sérgio Marques – Um jantar com o Jorge Jesus
- Zé Amaral – Baterista dos AC\DC
- João Vasco – Advogado do Vale e Azevedo
- Soares da junta – Piloto da Barra
- Paulo Lopes – Um pomar com laranjeiras
- Fernando Cordeiro – STOP 3
- Zé da Farmácia – Uma caixa de palitos
- Toni Monteiro – Uma viagem no tempo a bordo dum Super Constellation
- Fernando Jorge – Tradutor do Food Network
- Ildefonso Mota – Um cimbalino
- Isabel Mota – Saudades!
- Madalena Araújo – Falar menos uma coisinha
- Laureano Monteiro – Um corta unhas
- Ernesto Pacheco – A estrada até ao calhau da roupa
- Jorge Câmara – Não se esticar tanto
- José Salvador – Fazer um rali com o Max
- João Silva – Um FIAT 127 com o carburador meio aberto
- Mário Rui Botelho – Diretor do Mercado

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Lugar dos Anjos: Parabéns a "você".


Em Novembro, festejou o seu primeiro aniversário.

Será que daqui a 11 meses vamos soprar novamente as velas ou haverá alguém que se digne a dar por concluída a obra? Sim porque se estivesse terminada, teria havido lugar à reconstrução do muro e retirada das grades metálicas.

Breve retrospectiva:


segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

O filme deste Natal: E (quase) tudo o vento levou !!

 
 
Não levou tudo mas pelo andar da carruagem falta pouco !! 

A construção do Centro de Processamento de Resíduos da Ilha de Santa Maria está parada há largos meses. Isto porque a empresa que tinha a obra à sua responsabilidade deixou de reunir condições para continuar com os trabalhos e agora está a ser um verdadeiro Bico de Obra conseguir outra que, com a verba restante, dê por concluído o investimento.
Sobre este assunto em particular, além do estado em que vai ficando a infraestrutura devido ao mau tempo, pouco ou nada se sabe. O silêncio é ensurdecedor. Conveniente? Não sei.
Certo é que, se de uma boa quezília partidária se tratasse, as notas de impressa e comunicados até faziam faísca. 
Votos de Festas Felizes a todos sem excepção.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

De centro comercial a Aerogare fantasma...........



Não fossem os ornamentos de natal, a Loja Franca e a Tabacaria (que também vai mudar de instalações no final do mês), a Aerogare do Aeroporto de Santa Maria teria, com toda a certeza, as condições ideais para ser considerada de Fantasma. 
"Pois é, o que esta Aerogare era e no que se tornou".  Dizem os mais saudosistas bem como todos aqueles que realmente se preocupam e lamentam o desinvestimento que tem vindo a ser alvo o Aeroporto de Santa Maria.
A crise económica não justifica tudo e o problema não é recente. Está identificado. No entanto, só será possível inverter (se é que ainda vão a tempo) esta tendência se ao nível comercial, houver capacidade de dinamização e um real interesse em tornar atractiva a ocupação dos espaços por parte dos empresários locais (e não só). 

sábado, 6 de dezembro de 2014

Forte S. Brás: Câmara Municipal interdita acesso a ...................

................... Automóveis. (Pois só estes é que não passam entre os limitadores). 

E para quando a remoção dos limitadores e as "ondas do mar" junto à Creche de Vila do Porto? Esta sim, seria uma medida de grande utilidade.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Ranking das Escolas Açorianas: EBS de Santa Maria com bons resultados.

Clicar no quadro para aumentar.

Tempos houve que a nossa escola era notícia pelas piores razões. Pois agora também o deve ser. A Escola Básica e Secundária de Santa Maria ficou em lugar assinalável também no contexto nacional. Parabéns. 

terça-feira, 18 de novembro de 2014

domingo, 16 de novembro de 2014

"De pequenino é que se torce o pepino" mas nem 8 nem 80 !!

É certo que nos dias de hoje, a prática desportiva está envolta numa comodidade muito maior do que há uns anos atrás. Os tempos e as condições são outras, dizem-me muitos de vós quando, por exemplo, trocamos algumas impressões relativamente aos moldes em que é efectuado o transporte dos atletas de e para os pavilhões.
Em parte não poderia estar mais de acordo. Hoje em dia, a Ilha de Santa Maria está dotada de boas instalações para a prática desportiva (e não só) sendo o Complexo Desportivo, a "menina dos nossos olhos". Mas nem tudo é perfeito.
Pois bem, este Sábado, face à realização de um jogo de futebol 7 no escalão de benjamins sob condições atmosféricas que, no meu entender, teriam sido mais do que suficientes para cancelar o mesmo (isso atendendo à idade dos atletas e a ser um jogo de cariz particular), saltou-me à vista uma necessidade. A aquisição de estruturas que permitam aos atletas que gozam do estatuto de suplentes, não ficarem à chuva e ao frio. 
Como a Empresa Municipal já era (ou está para breve), esta é uma responsabilidade da autarquia e que deve ser equacionada o quanto antes.

E que esta exigência não seja entendida como comodista, caprichosa ou outra coisa qualquer. É sim, uma questão de saúde e preservação do bem estar físico de TODOS os atletas sejam eles pertencentes a que escalão for.

PS: No antigo Campo de Jogos, hoje entregue ao abandono, jogávamos quer estivesse sol ou chuva mas ao menos, quem não alinhava de início, tinha um refúgio. Em cimento é certo mas tinha.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Constatações e reparos III

Num destes dias, face ao desabafo de uma amiga nas redes sociais e que dizia o seguinte:

"E fazer a árvore genealógica dos empregos em Santa Maria? Havia de ser engraçado ver como filho de peixe sabe nadar......" 

Vi-me na obrigação não só de concordar como deixar um pequeno complemento ao comentário:

"É a árvore genealógica e o espectro político....."

Continuação de boa tarde !!

sábado, 1 de novembro de 2014

V Encontro Mariense - 29 de Novembro 2014

Encontro Nacional de Marienses 2014 - LISBOA!
Irá realizar-se no dia 29 de Novembro de 2014 o X Encontro Nacional de Marienses , no Instituto Superior de Agronomia - ISA, em Lisboa.
Para mais informações, favor de contatar a AJISM - 296883221.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Saúde: O nosso calcanhar de Aquiles.

Eu nunca me imiscuí de dar voz à revolta que, em ocasiões muito particulares, achei estar fundamentada por certas e determinadas atitudes que considero intoleráveis no Sistema Regional de Saúde. Também tive os meus dissabores por causa disso é verdade mas deste momento guardo o nome de cada uma das pessoas envolvidas. A maior parte delas tem, por razões óbvias, a minha gratidão e altíssima consideração pela disponibilidade que me concederam. As outras.... Bem, as outras prefiro não dizer até porque correria o risco de voltar a ter outro dissabor mais não fosse pela utilização de vocabulário impróprio. 
Mas isso ocorre não só nesta ou naquela ilha. Não é só neste ou naquele centro de saúde. Não. Há coisas que nem lembra ao diabo e não já não sou só eu que as digo. Ainda há poucos dias, fiquei estarrecido com o testemunho de uma senhora da graciosa (video) que relata na primeira pessoa, a forma como foi tratada.
Além de triste, é constrangedor para o utente constatar que, por exemplo, algumas das alterações introduzidas no SRS não tem, de facto, sido benéficas para ninguém e se tem, então abrangem apenas uma ínfima percentagem da população dos Açores. 

Mas há coisas que felizmente não mudam como sejam a frontalidade com que se abordam certos assuntos ou a amizade, compreensão e amabilidade com que se trata os utentes. 
Podia encontrar muitas outras palavras para adjectivar a importância que tem a Dra Isabel Mota para a nossa pequena comunidade mas penso que ao difundir a recente entrevista que deu ao +Oriental, digo tudo! Aliás, não digo. Falta um OBRIGADO por permanecer na ilha e continuar a ser a "bóia de salvamento" para muitos de nós.   

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Santa Maria tem nova escola para formação de pilotos.


O mariense Ricardo Cabral, piloto de linha Aérea, criou em Santa Maria uma escola de formação de pilotos.
A Wefly –Azorean Fligt Center pretende promover a aviação ultraligeira nos Açores.
Em Santa Maria já se encontra a primeira aeronave da escola e dentro de poucas semanas outra se encontrará nos Açores. Para além destes equipamentos, Ricardo Cabral adquiriu também um simulador de voo.
O primeiro curso está agendado para as próximas semanas, “com uma adesão que superou as expetativas”. Também, em São Miguel outro curso está pré-programado.
A formação inicial será distribuída por três etapas. Provas teóricas, regulamentação aérea, componentes, teoria do voo, massa e centrais, meteorologia, comunicações e navegação visual são alguns dos temas a abordar durante um período de formação de 4 a 6 meses.
O projeto conta com o apoio do Centro de Formação do grupo SATA em Santa Maria, bem como do Município, ANA, SA e da NAV, SA.
Foto/Texto: Jornal Açores 9